Notiziario EdC

Cover 43Economia de Comunhão - uma cultura nova

Encarte anexado à revista Città Nuova

n.7/2016 - julho 2016

 

EdC e o aquecimento global

As atividades das nossas empresas contribuem para a proteção ou degradação do meio ambiente? 

por Lorna GoldN43 pag 09 Lorna Gold autore rid

O aquecimento global representa um novo contexto crítico para a Economia de Comunhão que olha para o futuro. Quando Chiara Lubich lançou a EdC em 1991, cientistas e governantes ainda discutiam a possibilidade de existir o aquecimento global: a desigualdade social e econômica eram primordiais ao meio ambiente. Hoje a situação mudou: é evidente que o aquecimento global está em curso e todos os setores da economia e da sociedade estão de frente a urgência de encontrar soluções para este problema. O Papa Francisco, na Encíclica Laudato sí enfatiza como a crise ambiental está atrelada com a social e econômica: os pobres e mais os vulneráveis são os primeiros a sofrer com a degradação ambiental. 

Leia mais...

A governança compartilhada e os princípios de base da EdC

O que significa a expressão: dar os três terços? Mais do que ser uma das práticas específicas, o que importa é o “porquê” e o “como” são vividas.

por Anouk GrevinN43 pag 08 Anouk Grevin Autore rid

da "Economia de Comunhão - uma cultura nova" n.43

Na Ásia, onde poucas foram as ocasiões onde se ouviu falar da Economia de Comunhão depois de 1991, existiam muitas questões em aberto. De fato, a EdC requer partilha dos três terços? Foi importantíssimo o momento no qual pudemos dialogar. Chiara Lubich em 1991 deu-nos uma meta, mas sem dizer, porém, como atingi-la. Partindo dos três objetivos indicados por ela – ajudar os irmãos que necessitam, difundir a cultura da comunhão e investir na empresa para poder oferecer mais postos de trabalho – cada um deve encontrar em seguida, o próprio modo para concretizá-los.

Leia mais...

O sabor da comunhão numa confeitaria da Coreia do Sul

Empresa de restaurante com 363 funcionários, iniciou como uma pequena padaria produzindo pão cozido no vapor.

por Kim Mi Jin

N43 pag 06 07 Sungsimdang 07

Sungsimdang é uma palavra coreana que significa “Sagrado Coração” e dá nome a uma das padarias mais tradicionais da Coreia do Sul. Localizada em Daejeon, cidade com 1,5 milhão de habitantes, a 170 quilômetros da capital, Seoul, a confeitaria é nacionalmente conhecida pelos deliciosos quitutes artesanais inspirados na gastronomia ocidental. A qualidade da Sungsimdang lhe rendeu uma referência no Guia Michelin, o mais importante guia turístico do mundo.

Mas os consumidores não são os únicos que experimentam um sabor diferente ao visitar a confeitaria. Empregados, habitantes de Daejeon e até mendigos sentem ali o gostinho de um negócio
fundamentado na cultura da comunhão, cujas raízes são de longa data.

Leia mais...

Siga-nos:

facebook twitter vimeo icon youtubeicon flickr

EoC-IIN

Logo Eoc iin 01 rid rid

International Incubating Network

leia mais...

Relatório EdC 2016

Cover Edc44 EN modUm ano de vida EdC, estratégias e perspectivas para o futuro. 

 Ir para a versão online

Aderir a EdC

EoC Companies crop banner rid modCadastre a sua empresa no novo site exclusivo: edc-info.org

Descubra mais...

O dado das empresas

Logo cube IT 150

A nova revolução para a pequena empresa.
Dobre! Jogue! Leia! Viva! Compartilhe! Experimente!

O dado das empresas agora também em português!

Este site utiliza cookies, também de terceiros, para oferecer maiores vantagens de navegação. Fechando este banner você concorda com as nossas condições para o uso dos cookies.