#EocwiththePope

4 de fevereiro de 2017: Audiência do mundo EdC com o Papa Francisco

#EocwiththePope, ou o dia extraordinário da Audiência com o 170204 Udienza Papa 10 rid catPapa Francisco, no passado dia 4 de fevereiro de 2017 no Vaticano, com a presença de mais de 1.100 participantes EdC, provenientes de 54 países: aqui serão apresentados além do texto do discurso que o Papa dirigiu a todos, a revista de imprensa, as entrevistas, os vídeos...

Icona Flickr ridGaleria de fotos

 

EdC: história de um empresário

Em 1969 Clem Fritschi funda, na região do Piemonte (Itália), a RIDIX, empresa líder no setor da mecânica. O segredo do seu sucesso: a comunhão que torna-se fator de crescimento e de felicidade.

Publicado em Focolare.org no dia 09/03/2017

Ridix Clem Fritschi ridCidade do Vaticano, 4 de fevereiro de 2017. Para suavizar a emoção dos 1200 atores da Economia de Comunhão (EdC), enquanto esperam o encontro com o Papa Francisco na Sala Paulo VI, alguns testemunhos de empresários, entre os quais o de Clem Fritschi, que inicia assim: «A  minha não é a história de um empresário de sucesso, mas uma história de amor. Após ter terminado os estudos, na Suíça, para praticar o inglês fui trabalhar como almoxarife, em Londres. Lá conheci Margherita, nos apaixonamos, e como ela era de Turim decidi procurar trabalho na Itália. Depois de dois anos nos casamos e tivemos dois filhos. De repente a firma aonde eu trabalhava decidiu parar as atividades. Então, com alguns colegas, reunimos o que havíamos recebido com a demissão para mantê-la ativa». E assim nasceu a Ridix, uma sociedade que, desde 1969, importa e representa no mercado italiano, tecnologia e produtos de vanguarda no setor da mecânica de precisão.

Leia mais...

Vídeo - Impressões depois do encontro com o Papa Francisco

Impressões depois do encontro com o Papa Francisco

1200 empresários, jovens e estudiosos da Economia de Comunhão, encontraram o Papa Francisco após 25 anos do início do projeto. Aqui estão algumas impressões de todo o mundo.

Copyright 2017 © CSC Audiovisivi - All rights reserved

Vídeo - O Papa Francisco e a Economia de Comunhão

Cidade do Vaticano, 4 de fevereiro de 2017

1200 empresários, jovens e estudiosos da Economia de Comunhão, encontraram o Papa Francisco após 25 anos do início do projeto. Nas suas palavras, o incentivo e a recomendação a atuar “uma economia que faz viver, porque divide, inclui os pobres e utiliza os lucros para gerar comunhão”.

Copyright 2017 © CSC Audiovisivi – All rights reserved

"Essa economia mata". A história de Michele e as palavras do Papa Francisco

A tragédia de Michele, que tirou a própria vida nos últimos dias, faz ressoar ainda mais forte as palavras do Papa Francisco sobre a EdC

por Maria Antonietta Calabrò

publicado em L'Huffington post no dia 09/02/2017

Michele,170204 Udienza Papa 21 rid trinta anos, suicida, é um caso emblemático de "uma economia que mata", uma economia que gera resíduos, como destaca em detalhes a sincera análise do Papa Francisco. "Resíduos", apenas "resíduos", coisas para jogar.

Mais que isso sucata que - como no caso de Michele - assim interiorizada essa condição que lhe foi atribuída pelo sistema de produção que levou-o a jogar-se.

Leia mais...

A economia de hoje precisa da alma dos empresários

O Papa acolheu, no Vaticano, 1100 representantes da Economia de Comunhão, entre os quais 22 portugueses, a quem deixou louvores e desafios.

por Teresa Costa

publicado em:  https://www.dinheirovivo.pt no 08/02/2017

b 20170204 132220 2

 

Estes 25 anos da história da Economia de Comunhão confirmam que a comunhão e as empresas podem crescer lado a lado. Comunhão é a multiplicação dos bens para todos. A economia de hoje precisa da alma dos empresários e da fraternidade respeitosa e humilde. É preciso compartilhar mais os lucros para combater a idolatria do dinheiro”, disse Francisco

Leia mais...

Não a uma economia que mata. Sim a uma economia de comunhão.

Papa Francisco acolheu 1200 empresários, jovens e estudiosos da Economia de Comunhão de 54 países. 

publicado em http://www.focolare.org no 04/02/2017

170204 Udienza Papa 21 ridEconomia e comunhão. Duas palavras que a cultura atual conserva bem separadas e, frequentemente, considera opostas. Duas palavras que vocês, ao contrário, unem, aceitando o convite feito há 25 anos por Chiara Lubich, no Brasil, quando, diante do escândalo da desigualdade na cidade de São Paulo, pediu aos empresários que se tornassem agentes de comunhão.”

Com essas palavras o papa Francisco saudou os 1200 empresários, jovens e estudiosos reunidos para festejar os 25 anos de vida da Economia de Comunhão: “Há tempo eu estou sinceramente interessado ao vosso projeto.” “Vós fazeis ver, com a vossa vida, que economia e comunhão tornam-se mais belas quando se coloca uma ao lado da outra. Mais bela a economia, certamente; mas, mais bela torna-se também a comunhão, porque a comunhão espiritual dos corações é ainda mais plena quando se torna comunhão de bens, de talentos, de lucros.”

Leia mais...

Discurso do Papa Francisco

Discurso do Papa Francisco aos participantes no encontro promovido pelo Movimento dos Focolares

Sala Paulo VI Sábado, 4 de fevereiro de 2017

publicado em: vatican.va

170204 Udienza Papa 12 ridCaros irmãos e irmãs!

É com prazer que vos recebo, representantes de um projeto no qual estou sinceramente interessado desde há muito tempo. Dirijo a minha cordial saudação a cada um de vós e agradeço de maneira especial ao coordenador, Professor Luigino Bruni, as amáveis expressões que me dirigiu. Obrigado também pelos testemunhos!

Economia e comunhão. Duas palavras que a cultura atual mantém bem separadas e muitas vezes considera até opostas. Duas palavras que vós ao contrário unistes, aceitando o convite que há vinte e cinco anos vos dirigiu Chiara Lubich no Brasil quando, diante do escândalo da desigualdade na cidade de São Paulo, pediu aos empresários que se tornassem agentes de comunhão. Exortando-vos a ser criativos e competentes, mas não só.

Leia mais...

Este site utiliza cookies, também de terceiros, para oferecer maiores vantagens de navegação. Fechando este banner você concorda com as nossas condições para o uso dos cookies.