A governança compartilhada e os princípios de base da EdC

O que significa a expressão: dar os três terços? Mais do que ser uma das práticas específicas, o que importa é o “porquê” e o “como” são vividas.

por Anouk GrevinN43 pag 08 Anouk Grevin Autore rid

da "Economia de Comunhão - uma cultura nova" n.43

Na Ásia, onde poucas foram as ocasiões onde se ouviu falar da Economia de Comunhão depois de 1991, existiam muitas questões em aberto. De fato, a EdC requer partilha dos três terços? Foi importantíssimo o momento no qual pudemos dialogar. Chiara Lubich em 1991 deu-nos uma meta, mas sem dizer, porém, como atingi-la. Partindo dos três objetivos indicados por ela – ajudar os irmãos que necessitam, difundir a cultura da comunhão e investir na empresa para poder oferecer mais postos de trabalho – cada um deve encontrar em seguida, o próprio modo para concretizá-los.

Alguns o fazem compartilhando os lucros, outros colocam-se diretamente a serviço dos mais necessitados, outros ainda, contratam pessoas em dificuldade ou aplicam um novo estilo de administração mais consoante com a EdC procurando compartilhar os lucros gerados. N43 pag 08 Partecipanti congresso2 ridCompreendeu-se que existe espaço dentro da EdC para as mais variadas situações, inclusive para as organizações sem fins lucrativos e as cooperativas, que por estatuto não podem distribuir lucros mas podem viver a EdC por outros meios; ou para os empreendedores que ainda não tem lucros ou para aqueles que não podem decidir sozinhos sobre a distribuição dos mesmos. Há espaço para todos, desde que se viva a fraternidade. No fundo, a expressão dos três terços pode também ser entendida como um convite a dar tudo. Dar um pouco dos lucros será sempre muito pouco, diante do chamado a gerar uma economia de comunhão: é preciso dar tudo, ser um dom.

Também em relação às práticas empresariais fica o convite para que cada um siga seu próprio caminho. Muitas práticas estão descritas nos “guias para as empresas de EdC” que se encontram disponíveis no website; mas mais do que as práticas específicas, o importante é o “porquê” e o “como” são vividas. 

N43 pag 08 Partecipanti congresso1 ridA primeira é aquela da confiança, de uma visão otimista do homem, de ter recebido olhos novos, capazes de acreditar no outro, de ver a sua riqueza, mesmo aquelas ainda não expressas. Um olhar que faz emergir o melhor de cada um. A dinâmica da comunhão, em seguida, leva a reconhecer o outro como uma pessoa capaz e desejosa também ela em compartilhar. E portanto desenvolve-se um estilo de gerenciamento mais subsidiário, que oferece a cada um a possibilidade de doar sua contribuição. Por isso observa-se na EdC experiências de gerenciamento compartilhado. A cultura da comunhão não é apenas viver o dom na empresa e levá-lo onde não existe ainda, mas é também o fato de reconhecê-lo em qualquer lugar, inclusive na contribuição dos colaboradores e dos sócios, a fim de acolhê-lo e fazê-lo florescer. É um tornar-se “produtores de comunhão” e a comunhão é aquilo que o mundo mais precisa, a mais profunda resposta às desigualdades.

Siga-nos:

Alessandra Smerilli

11-03-2019

Na mesa com... por Paolo Bricco - publicado em Sole24ore, 10/03/2019 Tradução de Moisés...

11-03-2019

Na mesa com... por Paolo Bricco - publicado em Sole24ore, 10/03/2019 Tradução de Moisés...

A economia do dar

A economia do dar

Chiara Lubich

«Ao contrário da economia consumista, baseada numa cultura do ter, a economia de comunhão é economia da partilha...

Leia mais...

As tirinhas de Formy!

As tirinhas de Formy!

Conheces a mascote do site Edc?

O dado das empresas

O dado das empresas

A nova revolução para a pequena empresa.
Dobre! Jogue! Leia! Viva! Compartilhe! Experimente!

O dado das empresas agora também em português!

quem está online?

Temos 269 visitantes e Um membro online

© 2008 - 2019 Economia di Comunione (EdC) - Movimento dei Focolari
creative commons Questo/a opera è pubblicato sotto una Licenza Creative Commons . Progetto grafico: Marco Riccardi - info@marcoriccardi.it

Please publish modules in offcanvas position.

Este site utiliza cookies, também de terceiros, para oferecer maiores vantagens de navegação. Fechando este banner você concorda com as nossas condições para o uso dos cookies.