No Polo Ginetta, inauguração de uma nova empresa

No próximo dia 6 de abril, inauguração da MOVELITE Móveis Exclusívos

por Adriana Mendes e Emanuele A. Oliveira (*)

logo Movelite rid"É com muita alegria que comunicamos a inauguração de mais uma empresa". Com estas palavras a diretoria do Polo Ginetta convida os seus sócios para o evento que se realizará em 6 de abril de 2013. "Há mais de 10 anos o empresário João Laurindo conheceu a Economia de Comunhão e viu nesta proposta a possibilidade de contribuir para a transformação da sociedade através de empresa". Mas quem é João Laurindo e o que o levou a abrir a Movelite precisamente no Polo Ginetta?

"Na Escola latino-americana realizada em Recife em julho do ano passado, contou-nos Armando Tortelli presidente da ANPECOM - Associação Nacional por uma Economia de Comunhão, conheci o seu trabalho e ali ele manifestou de novo o desejo de se transferir para o polo. De fato, em 2006 João já havia me falado deste seu sonho, mas naquele período o polo ainda estava no começo e isso não foi possível. Depois, soube também da experiência da fazenda de recuperação para drogados que João fundou e que hoje cuida de 12 pessoas. A fazenda é mantida graças ao fruto do trabalho dele e ali procura também profissionalizar essas pessoas. Quando a EdC encontra uma pessoa assim, tão autêntica, acontece logo uma sinergia enorme".

Armando conta-nos ainda que, bem naqueles dias, a sua empresa Prodiet estava para fechar, pois já havia um ano que não estava em atividade neste local por algumas dificuldades como, por exemplo, a questão logística: o galpão da Prodiet, portanto, estava disponível para esta nova empresa. Sempre durante a Escola de Recife, viu-se a possibilidade de colocar ao lado de João, um ex-funcionário de Armando, pessoa muito capaz, para cuidar da gestão.

A oportunidade de abrir esta empresa foi confirmada também pela concessão de um financiamento com condições tão 120715 Recife Scuolaespeciais que somente a comunhão pode explicar! Dessa forma, o galpão passou por uma reforma conforme as exigências da nova fábrica de móveis Movelite, seguindo com atenção especial os valores e os princípios da EdC e mantendo sempre uma grande atenção à comunhão.

Nos últimos meses tantas outras experiências vêm sendo realizadas, fruto dos relacionamentos construídos ao longo da estruturação da Movelite, que conquista parcerias muitas vezes inacreditáveis e encontra soluções maravilhosas para os desafios de ser uma nova indústria. Todos se surpreendem com a velocidade com que foi liberado o crédito para a compra das máquinas, por exemplo; também muitas ideias surgem nas reuniões realizadas num clima de fraternidade entre os envolvidos, pessoas se colocam à disposição do projeto com negociações extremamente favoráveis e muitas vezes a fé é um componente fundamental que precede as decisões empresariais neste período de fundação.

Estes e outros fatos têm fortalecido a vocação de João Laurindo à fundação de uma empresa de comunhão, que seja capaz de reunir em si as características da sua história que sempre uniu a tríade comunhão, sociedade e família ao seu talento descoberto não por acaso há mais de 4 décadas: o de construir ambientes de qualidade que inspirassem a convivência fraterna e o êxito à beleza naqueles que ali se encontrassem ao longo do tempo.

Assim pretende ser a Movelite, uma fábrica que constrói pontes entre as pessoas, possibilita encontros; embeleza mais que ambientes, mas a vida das pessoas, contribuindo para a organização, a expressão de cada pessoa, a convivência e a harmonia. A Movelite pretende exaltar o valor do lar e da família em seus projetos, mesmo quando se trata de móveis para ambientes executivos ou profissionais e também nos relacionamentos que pretende promover entre todos (funcionários, clientes, fornecedores, aprendizes...), pois acredita que é na família humana que se encontra o verdadeiro sentido da palavra ELITE.

(*) Emanuele trabalha na Assaz Gestão e Comunicação Integrada que cuida da comunicação do Polo Ginetta.

 

Siga-nos:

Alessandra Smerilli

11-03-2019

Na mesa com... por Paolo Bricco - publicado em Sole24ore, 10/03/2019 Tradução de Moisés...

11-03-2019

Na mesa com... por Paolo Bricco - publicado em Sole24ore, 10/03/2019 Tradução de Moisés...

A economia do dar

A economia do dar

Chiara Lubich

«Ao contrário da economia consumista, baseada numa cultura do ter, a economia de comunhão é economia da partilha...

Leia mais...

As tirinhas de Formy!

As tirinhas de Formy!

Conheces a mascote do site Edc?

O dado das empresas

O dado das empresas

A nova revolução para a pequena empresa.
Dobre! Jogue! Leia! Viva! Compartilhe! Experimente!

O dado das empresas agora também em português!

quem está online?

Temos 831 visitantes e Nenhum membro online

© 2008 - 2019 Economia di Comunione (EdC) - Movimento dei Focolari
creative commons Questo/a opera è pubblicato sotto una Licenza Creative Commons . Progetto grafico: Marco Riccardi - info@marcoriccardi.it

Please publish modules in offcanvas position.

Este site utiliza cookies, também de terceiros, para oferecer maiores vantagens de navegação. Fechando este banner você concorda com as nossas condições para o uso dos cookies.