O recomeço da empresa de Nando e Maria

A ajuda na prática dos empreendedores da AIPEC para uma empresa afetada por um terremoto do centro da Itália

por Ornella Seca

do Relatório EdC 2016: "Economia de Comunhão - uma nova cultura"

N44 pag11 Ornella Seca Autore rid webPoucos dias após a tragédia de 24 de agosto, enquanto as imagens da TV continuavam a mostrar os escombros, o conselho executivo da Associação de Empresários italianos por uma Economia de Comunhão (AIPEC) se perguntava qual o significado de uma associação de empresários em uma situação onde muitas famílias perderam tudo. Sem casa, sem afeto, sem apoio comunitário que tornava longos aqueles oásis extraordinários do centro da Itália.

Foi imediato e unânime o desejo de ajudar as empresas para que elas pudessem voltar a gerar trabalho para as pessoas e as famílias das regiões, para assim a comunidade voltar a viver.

N44 pag11 Aipec e terremoto 02 rid webNo início de setembro, fomos conhecer um empresário que nos impressionou de modo particular pela dignidade e simplicidade com que  falou às câmeras de TV do que foi para ele ver a pilha de escombros que restou de sua empresa.

A Filotei Lino, do empresário Filotei Nando Sas, é uma empresa artesanal especializada na produção e no processamento de alimentos frescos e na sua preservação. Ela está localizada no município de Arquata del Tronto, na província de Ascoli Piceno, na parte de Pescara del Tronto, perto da fonte que alimenta todo o vale Ascolana: um lugar de grande valor, entre o Parco dei Monti Sibillini e do Parco dei Monti della Laga, justamente as áreas mais afetadas.

Nando e Maria Filotei são determinados, fortes, resistentes. Eles já haviam encontrado uma pequena sala em Ascoli Piceno para recomeçar. Fomos apresentados e nos receberam como irmãos; foi um interesse mútuo em se conhecer, simples, espontâneo, mas também intenso e profundo. Contaram-nos da sua tragédia.

N44 pag11 Aipec e terremoto 01 rid webDentro da AIPEC começou uma competição de solidariedade que contagiou muitos amigos com o desejo de participar da recuperação da empresa deles. Maria e Nando aceitaram com entusiasmo o convite para participar do evento LoppianoLab, realizado em Figline e em Incisa Val d'Arno em setembro e outubro, que terminou com um jantar solidário: a participação de mais de 100 pessoas que formaram a base da primeira arrecadação, a qual complementou outros jantares e doações de tantos outros que sentiram de também contribuir.

Passaram-se quatro meses, a AIPEC contribuiu com 3.586 Euros e, graças à perserverância de Nando e Maria temos assistido a um pequeno milagre: eles conseguiram colocar em produção todos os numerosos pedidos recebidos dos Grupos de Aquisição Solidárias e também dos particulares e as entregas acontecem na época de Natal.

Siga-nos:

Alessandra Smerilli

11-03-2019

Na mesa com... por Paolo Bricco - publicado em Sole24ore, 10/03/2019 Tradução de Moisés...

11-03-2019

Na mesa com... por Paolo Bricco - publicado em Sole24ore, 10/03/2019 Tradução de Moisés...

A economia do dar

A economia do dar

Chiara Lubich

«Ao contrário da economia consumista, baseada numa cultura do ter, a economia de comunhão é economia da partilha...

Leia mais...

As tirinhas de Formy!

As tirinhas de Formy!

Conheces a mascote do site Edc?

O dado das empresas

O dado das empresas

A nova revolução para a pequena empresa.
Dobre! Jogue! Leia! Viva! Compartilhe! Experimente!

O dado das empresas agora também em português!

quem está online?

Temos 961 visitantes e Nenhum membro online

© 2008 - 2019 Economia di Comunione (EdC) - Movimento dei Focolari
creative commons Questo/a opera è pubblicato sotto una Licenza Creative Commons . Progetto grafico: Marco Riccardi - info@marcoriccardi.it

Please publish modules in offcanvas position.

Este site utiliza cookies, também de terceiros, para oferecer maiores vantagens de navegação. Fechando este banner você concorda com as nossas condições para o uso dos cookies.