Um cenário de finanças sociais

Nasceu uma colaboração entre uma entidade francesa de incentivo a empresas e um banco filipino EdC especializado em microcrédito.

por Teresa Ganzon

de "Economia de Comunhão - uma nova cultura" n.39 - Encarte/Separata da revista Città Nuova n.13/14 - 2014 - de julho de 2014

Teresa Ganzon1

Nas Filipinas os bancos comerciais começaram a oferecer aos agricultores melhores condições de crédito, colocando em dificuldade os bancos rurais, dos quais, alguns já pertenciam a bancos internacionais.

Nessa situação de crescente concorrência, também o nosso Bangko Kabayan tinha que melhorar os próprios processos. Vários bancos internacionais que estavam a procura de investimentos na Ásia nos procuraram, mas estavam dispostos a compartilhar as necessidades apenas se recebessem, no mínimo, 35 por cento da nossa propriedade. Com meu marido Francis e o conselho do banco hesitamos em aceitar um acordo de cooperação como este, porque poderia colocar em risco todo nosso empenho em operar como uma empresa da Economia de Comunhão.

Exatamente nesse período, soubemos que uma empresa incubadora social francesa, Report 2012 2013 Bangko Kabayan01"EDM Entrepreneurs", sem impor uma participação no capital, estava a procura de empresas sociais nas Filipinas com quem colaborar. Organizamos assim, um encontro na França com o conselho da EDM e nasceu uma parceria, na qual, entre outras coisas, o nosso banco seria ajudado a institucionalizar nos seus procedimentos, os princípios e as linhas de gestão da EdC e avaliar se, como instituição financeira rural, éramos capazes de influenciar socialmente nas comunidades das quais estávamos a serviço.

Em fevereiro de 2014, a EDM enviou para as Filipinas, através do Bangko Kabayan, Emma Stokking, jovem consultora francesa, que analisou as operações do banco por dois meses e elaborou quatro projetos de possíveis colaborações com a EDM para o biênio 2014-2015. O primeiro era voltado para que a gestão do banco estivesse de acordo com os princípios das “Linhas para a gestão uma empresa de EdC”; o segundo procurava estabelecer indicadores de performance social e defini-los como objetivo e definir ainda, com esses indicadores, outros que fossem úteis para avaliar se o impacto social desejável estava sendo efetivamente alcançado; o terceiro sugeria a formulação de um programa de estágios que fossem proveitosos tanto para os estagiários quanto para a empresa, e o quarto tinha como objetivo reorganizar a Fundação IRFBI, o setor social do banco, que nasceu para sustentar os programas em favor da comunidade.

N39 pag 10 Filippine 03 Emma ridComo o suporte técnico nas operações do banco, em particular no setor de microcrédito do Bangko Kabayan se desenvolveu muito, a EDM colocou-nos em contato com o banco o Micro Finance Sans Frontieres (Banco das Micro Finanças sem Fronteiras), que ofereceu especialistas bancários dispostos a trabalhar voluntariamente em especificas missões. Como resultado da avaliação inicial, Emma Stokking desenvolveu um “Instrumento de autoavaliação para as empresas de EdC”, disponível para quem quiser analisar o próprio comportamento sob esse perfil.

 

Siga-nos:

Alessandra Smerilli

11-03-2019

Na mesa com... por Paolo Bricco - publicado em Sole24ore, 10/03/2019 Tradução de Moisés...

11-03-2019

Na mesa com... por Paolo Bricco - publicado em Sole24ore, 10/03/2019 Tradução de Moisés...

A economia do dar

A economia do dar

Chiara Lubich

«Ao contrário da economia consumista, baseada numa cultura do ter, a economia de comunhão é economia da partilha...

Leia mais...

As tirinhas de Formy!

As tirinhas de Formy!

Conheces a mascote do site Edc?

O dado das empresas

O dado das empresas

A nova revolução para a pequena empresa.
Dobre! Jogue! Leia! Viva! Compartilhe! Experimente!

O dado das empresas agora também em português!

quem está online?

Temos 775 visitantes e Nenhum membro online

© 2008 - 2019 Economia di Comunione (EdC) - Movimento dei Focolari
creative commons Questo/a opera è pubblicato sotto una Licenza Creative Commons . Progetto grafico: Marco Riccardi - info@marcoriccardi.it

Please publish modules in offcanvas position.

Este site utiliza cookies, também de terceiros, para oferecer maiores vantagens de navegação. Fechando este banner você concorda com as nossas condições para o uso dos cookies.