Um benéfico contágio entre empresários

No Brasil está se difundindo o interesse por um modo diferente de conceber a economia e administrar a empresa. A EdC está desenvolvendo uma rede de empresas “simpatizantes”.

por Armando Tortelli

N39 Brasile pag09 Armando Tortelli ridde "Economia de Comunhão - uma nova cultura" n.39 - Encarte/Separata da revista Città Nuova n.13/14 - 2014 - julho de 2014 

Desde 2013, todo mês a comissão de EdC do Sul do Brasil, junto com a Associação Nacional por uma Economia de Comunhão (Anpecom) organiza conferências skype para fazer crescer a comunhão entre os empresários aderentes e simpatizantes do projeto. É um momento esperado por todos e preparado conforme as exigências do momento. O fruto destes contatos, mantidos e cultivados, também através de visitas recíprocas, é o protagonismo dos empresários “simpatizantes”, ou seja, daqueles que ainda não aderiram formalmente ao projeto, mas o vivem plenamente na realidade cotidiana das suas atividades.

Em Guarapuava (PR), por exemplo, a professora Ana Amélia Nerone Araujo, pesquisadora e membro da comissão EdC local, reuniu os estudantes da Universidade Estadual do Centro-Oeste (Unicentro) - que conheceram a EdC e participaram dos eventos em São Paulo, desde 2011 – e os empresários simpatizantes da cidade, que queriam aprofundar o projeto. Começaram por reuniões periódicas resultando num programa: organizar duas escolas de EdC abertas a todos os interessados. 

N39 pag 09 Brasile Irati rid

A primeira escola se realizou em setembro de 2013, com a participação de 150 pessoas. Na segunda, que ocorreu em 28 de maio, participaram mais de 200 pessoas, entre as quais, autoridades locais como o vice-reitor, Osmar Ambrósio, e o prefeito, César Augusto Silvestre Filho, além de alguns vereadores. Somaram-se ao grupo outros cinco empresários de EdC da cidade de Joinville (SC) e de Londrina (PR) e no dia seguinte visitaram algumas empresas, como a Beijo Baiano Biscoitos, de Douglas Luis Limberger, com 65 funcionários. Um dos participantes exprimiu a impressão de muitos deles: «A EdC é “O caminho” que muitos esperam conhecer um dia».

O entusiasmo de Guarapuava arrastou aqueles que vieram da cidade de Irati, distante 100 quilômetros, mas que se faz próxima pelos contatos. Assim, o casal Rosani e Oscar Muchau e outros empresários simpatizantes quiseram repetir em Irati a mesma experiência e apresentar a outros, a realidade da EdC. Para isso, organizaram um evento na noite de 29 de maio, a fim de que um grupo de Guarapuava pudesse ir até eles e dar a própria contribuição; envolvendo também a cidade vizinha, Rebouças, onde estão outros empresários aderentes e simpatizantes. Eles conseguiram reunir 48 pessoas e nos contaram que «estamos super felizes, os encontros foram um verdadeiro sucesso. Vimos que as pessoas estavam impressionadas e algumas mostraram interesse em formar um grupo de estudos aqui». Entre os presentes 30 eram empresários, além dos jovens, professores e vereadores. O “bastão” foi passado, tanto que escreveram com um ardor especial para a Anpecom: «Agora toca a nós! Vamos precisar do apoio de vocês como Anpecom para receber material de formação e ir para frente. Obrigada por todo o suporte que nos deram!».

Este site utiliza cookies, também de terceiros, para oferecer maiores vantagens de navegação. Fechando este banner você concorda com as nossas condições para o uso dos cookies.