Identidade e futuro da EdC

Uma sondagem entre empresários oferece resultados relevantes e indica perspectivas inéditas.

de "Economia de Comunhão - uma nova cultura" n.34 - Encarte da revista Città Nuova n.23 - 2011 - dezembro de 2011

por Simona Di Ciaccio

Simona_Di_Ciaccio_ridUm questionário distribuído por ocasião da assembleia dos 20 anos da EdC, trouxe resultados interessantes e, em parte, inesperados. Das 319 pessoas que responderam, cerca de 60 por cento são da América do Sul. e 30 por cento europeus, quase 50 por cento mulheres e 44 por cento empresários.

Segundo os protagonistas da EdC, a «fraternidade» é o valor que expressa melhor a identidade do projeto, mais do que a «reciprocidade», «gratuidade» e «responsabilidade social».

Entre os motivos que incentivam os empresários a aderir a EdC – «contribuir para a fraternidade universal» é o fator decisivo. Estão convencidos disso 54 por cento de todos os entrevistados e 56 por cento dos empresários.

Quando se pergunta qual é o objetivo da EdC, 74,5 por cento dos empresários europeus respondem: «Inserir a fraternidade nas relações econômicas» e não somente «aumentar a comunhão dos bens dentro do movimento» e nem mesmo «reduzir as desigualdades de rendas numa esfera mais ampla». E finalmente: a fraternidade não motiva somente o risco das decisões do empresário, mas é o valor que orienta a sua criatividade na realização de um «novo humanismo, baseado na fraternidade».

Quando se pergunta que condições tem que existir para que uma empresa possa ser definida EdC, delineia-se um quadro coerente com as primeiras ideias que inspiraram Chiara Lubich.

Examinando a primeira preferência (poderiam ser colocadas três em ordem decrescente), constata-se que os empresários e mais alguns que não são empresários, escolhem de forma equilibrada entre as várias respostas: «É preciso seguir uma gestão marcada pela comunhão» (24%), «ser inspirados pelo carisma da unidade» (19%), «seguir comportamentos éticos relacionados com os empregados e com o ambiente social e natural» (17%). Porém, 35% sustenta que «a primeira condição seja doar os lucros», e mais de 73% considera esta uma das primeiras três preferências.

Os dados do questionário mostram um quadro de grande otimismo em relação ao futuro da EdC; os entrevistados acreditam nisso e a confiança deles é propositiva. Nos próximos anos se deverá:

- reforçar a rede da EdC mundial e abrir-se à colaboração com as obras sociais do movimento;
- continuar a utilizar os lucros para os necessitados fundamentais, mas iniciar também projetos de microcrédito para o nascimento de microempresas;
- constituire associações civis e dialogar com a economia social;
- influenciar na economia de mercato com a fraternidade e «sair à vida pública a fim de envolver na EdC, empresas de fora do âmbito do movimento».

Uma análise econométrica indica que a probabilidade de «a EdC sair para a vida pública» irá aumentar na medida em que formos capazes de «doar os lucros, manter comportamentos éticos, considerar o pobre como um recurso ». Os empresários estão convencidos disso mais do que os outros.

Finalmente: o percentual de mulheres que acreditam na fraternidade e na  abertura a novos desenvolvimentos da EdC, é maior do que o dos homens.

Siga-nos:

16-10-2019

O grito da Terra, o grito dos jovens empenhados nas “Fridays for future” e aquele mais subjugado...

A economia do dar

A economia do dar

Chiara Lubich

«Ao contrário da economia consumista, baseada numa cultura do ter, a economia de comunhão é economia da partilha...

Leia mais...

As tirinhas de Formy!

As tirinhas de Formy!

Conheces a mascote do site Edc?

O dado das empresas

O dado das empresas

A nova revolução para a pequena empresa.
Dobre! Jogue! Leia! Viva! Compartilhe! Experimente!

O dado das empresas agora também em português!

quem está online?

Temos 662 visitantes e Nenhum membro online

© 2008 - 2019 Economia di Comunione (EdC) - Movimento dei Focolari
creative commons Questo/a opera è pubblicato sotto una Licenza Creative Commons . Progetto grafico: Marco Riccardi - info@marcoriccardi.it

Please publish modules in offcanvas position.

Este site utiliza cookies, também de terceiros, para oferecer maiores vantagens de navegação. Fechando este banner você concorda com as nossas condições para o uso dos cookies.