Feliz aniversário EdC!

O 3º dia do Congresso coincide com o 24º aniversário da EdC: na Mariápolis Piero (Nairobi, Quênia) há festa.

por Alberto Sturla e Norma Sánchez

150529 Nairobi Congresso EdC 47 ridHoje é um dia especial porque a EdC faz 24 anos! Era, de facto, o 29 de maio de 1991 o dia em que Chiara Lubich lançou a ideia de uma economia nova a uma plateia de brasileiros -pelo menos à partida- mais perplexos do que convencidos. E, no entanto, aceitaram o desafio: hoje no Brasil há cerca de 150 empresas EdC e agora 400 entre empresários, estudantes e investigadores de todo o mundo se encontram na África para juntos olharem o futuro. Quem podia adivinhar, quando nem sequer a Mariápolis Piero existia, que um dia haveria um congresso da EdC em pleno coração da África?

"Somos poucos mas somos o futuro da Economia" afirmou - deixando-se levar um pouco pelo entusiasmo - Charles, o apresentador do congresso. De resto os testemunhos que ouvimos nestes dias, embora pequenos na sua dimensão (para não dizer microscópicos) perante o Mercado mundial, demonstram que a rota já está delineada. Estamos percorrendo-a juntamente com muitas outras realidades que creem numa economia diferente, que conosco testemunham que os tempos estão maduros, prontos para a mudança.

150529 Nairobi Congresso EdC 48 ridA manhã começou com o habitual resumo de testemunhos do mundo. De uma maneira bastante original, este momento de experiências continuou com outro de aprofundamento em que Anouk Grevin, professora de gestão na Universidade de Nantes, realçou as especificidades das empresas EdC, partindo justamente dos testemunhos que foram apresentados: hoje nos focamos na Europa.

Frederick e Laurent, paisagista e carpinteiro, respetivamente, franceses, nos contaram os seus esforços para considerar a confiança o valor central da sua vida como empresários. Basear as relações profissionais em um sentimento como esse pode parecer ingénuo mas permite que os seus próprios empregados deem o melhor de si mesmos. Portanto, é uma estratégia mais eficaz do que a baseada no típico duo controlo/prémio (vara/cenoura) no sentido que converte a empresa em uma comunidade participativa. Os testemunhos trazidos por uma trabalhadora do atelier de cerâmica "In vivo" de Bratislava reforçou a ideia de que a criação de um ambiente de colaboração se torna em valor acrescentado reconhecido não só no seio da empresa, mas também fora dela, pelos clientes.

150529 Nairobi Congresso EdC 46 crop ridAgora a Itália, onde conhecemos a Comunidade Chiara Luce, que existe desde abril de 2014 em Salento. Se trata de uma realidade dedicada a mães com menores e a menores sem tutela. Ali trabalham 17 pessoas e acolhe 10 mães com seus 20 filhos e ainda mais 14 crianças. O resultado é notável se tivermos em conta que tudo foi feito mediante autofinanciamento por parte dos 15 sócios fundadores. É então que compreendemos outra das características de um empresário EdC: saber reconhecer uma necessidade no território e tratar de arranjar uma resposta formando uma comunidade.

A experiência da Mutua Assicurazione Etica, Sociale e di Comunione (MAESC), uma mutualidade de seguros, no entanto, demonstrou que a partir da EdC podem nascer novos modelos económicos, completamente enraizados na lógica comunitária da Economia de Comunhão. Neste caso, Ornella e Alberto criaram um novo esquema de seguros, não mais baseado num conceito individualista "pago o prémio, logo quero um serviço", mas que permita aos assegurados, que também são sócios da empresa, por em comum os recursos para se ajudarem uns aos outros.

A Giuseppe Argiolas, da Universidade de Cagliari, tocou a difícil tarefa de concluir uma manhã muito densa, falando do tema do dia: a Governance das empresas EdC150529 Nairobi Congresso EdC 49 rid. Na sua intervenção adiantou alguns "conselhos" para a gestão das empresas, com base no conceito de que cada empresa é única e a abordagem EdC não pode ser simplesmente transferida de uma empresa para outra, mas que se tem que traduzir em práticas de gestão compartilhada adaptáveis a cada circunstância, de acordo com as exigências. A cultura organizativa a que a EdC se refere tem como objeto a pessoa, porque acredita que das relações nascerá a mudança, como se entendeu com os testemunhos dos vários empresários que foram passando pelo palco. Tendo isto em conta, Giuseppe identificou cinco instrumentos para favorecer a comunhão na empresa, aprofundando um deles: o pacto sobre a missão da empresa. Não se trata de um simples contrato entre direitos e obrigações, mas da base para construir uma comunidade organizativa, onde todos se sintam responsáveis da empresa.

Nesta tarde, a agenda do congresso fez uma pausa de umas duas horas para festejar o aniversário da Economia de Comunhão. Cortámos um enorme bolo de aniversário e os mais desinibidos dançaram ao ritmo dos tambores, em estilo totalmente africano. A festa continuou na sala tendo sido dedicada à Mariápolis Piero, à sua história e aos seus habitantes. Uma recordação muito especial para 150529 Nairobi Congresso EdC 44 ridPiero Pasolini, focolarino cujo nome foi dado à Mariápolis: um homem de Ciência e de Fé que, pela sua capacidade de ver os fenómenos sociais de uma maneira original, merece ser nomeado como um dos percursores da Economia de Comunhão.

Em qualquer aniversário há um momento em que se pensa no futuro. A festa da EdC não podia ser uma exceção e, de facto, foram apresentados, num modo quase embrionário, um projeto de intercâmbio de ideias empresariais e a primeira incubadora de empresas africana. Surgirá em Nairobi e, na primeira fase experimental, terá a estrutura de uma escola de duas semanas. O projeto será lançado em 2017 e é possível que se torne permanente.

As fotos, por si só, falam da festa. Só nos resta dizer parabéns à EdC, esperando poder vir a festejar juntos um aniversário na Wall Street, o coração das finanças... transformado!

veja a Galeria fotográfica

Siga-nos:

Alessandra Smerilli

11-03-2019

Na mesa com... por Paolo Bricco - publicado em Sole24ore, 10/03/2019 Tradução de Moisés...

11-03-2019

Na mesa com... por Paolo Bricco - publicado em Sole24ore, 10/03/2019 Tradução de Moisés...

A economia do dar

A economia do dar

Chiara Lubich

«Ao contrário da economia consumista, baseada numa cultura do ter, a economia de comunhão é economia da partilha...

Leia mais...

As tirinhas de Formy!

As tirinhas de Formy!

Conheces a mascote do site Edc?

O dado das empresas

O dado das empresas

A nova revolução para a pequena empresa.
Dobre! Jogue! Leia! Viva! Compartilhe! Experimente!

O dado das empresas agora também em português!

quem está online?

Temos 1031 visitantes e Nenhum membro online

© 2008 - 2019 Economia di Comunione (EdC) - Movimento dei Focolari
creative commons Questo/a opera è pubblicato sotto una Licenza Creative Commons . Progetto grafico: Marco Riccardi - info@marcoriccardi.it

Please publish modules in offcanvas position.

Este site utiliza cookies, também de terceiros, para oferecer maiores vantagens de navegação. Fechando este banner você concorda com as nossas condições para o uso dos cookies.