Nairóbi EoC School: "reciprocidade aplicada", o objetivo foi alcançado

A International EoC School Nairobi 2015 terminou ontem entre danças, agradecimentos, promessas, partilha de iniciativas, responsabilidades, sonhos e projetos.

por Lili Mugombozi

150526 Nairobi EoC School 44 ridQuem entregou os certificados aos estudantes, num clima de calor e de muitas cores, foi o professor Aloyse Ayako, Decano da Faculdade de Economia e Comércio da Catholic University of Eastern Africa (CUEA). “Em nome da CUEA, agradeço a todos vocês pelos esforços destes dias, por terem procurado entrar com a inteligência e a vida de vocês na dinâmica da EdC. Agradeço também aos seus professores por terem lhes dado esta oportunidade”.  O Prof. Ayako, ex-funcionário do Banco Central do Quênia, formou muitos economistas, gestores e professores do País: “Depois de termos conhecido de perto os valores da EdC, posso dizer que a EdC é a estrada para o mundo que está diante de nós”.

CUEA foi parte ativa na realização desta escola: uma parceira desde o acordo firmado em 2011 e que teve como frutos a realização de dois cursos sobre EdC  dentro da CUEA em julho de 2011 e de 2012. Ontem pela manhã, recordando aquele momento histórico, o Professor Ayako reforçou o desejo e empenho da Universidade que este relacionamento se desenvolva sempre mais.

É impossível exprimir em poucas linhas a profundidade e a alegria que espontaneamente expressaram 150526 Nairobi EoC School 42 rid os mais de 170 participantes da escola que contaram como cada um viveu aqueles dias. Emerge um fator comum nestas impressões: mesmo vindo de tantas raças, culturas, religiões, profissões, línguas diferentes, se encontraram como irmãos: “somos uma família, vivemos a comunhão e, no entanto, estávamos aqui para estudar categorias econômicas, como foi que aconteceu tudo isso?”. Ouvindo as impressões não existe dúvida que os objetivos que tinham sido colocados foram alcançados: o método pensado no primeiro dia, a reciprocidade, foi aplicado.

 “Viemos em cinco de Burkina Faso, dois de nós são muçulmanos, enquanto os outros três amigos são cristãos. Tenho que dizer-lhes a verdade, vindo aqui – depois que tudo aconteceu – tínhamos medo, estávamos incertos, não sabíamos como seríamos recebidos. Com grande surpresa, nós logo nos sentimos em família. Inacreditável! Outra pergunta que tínhamos: ‘como vamos fazer para rezar?’, não sabíamos como pedir ao menos um pequeno canto deste centro para poder fazer as nossas orações. Mas quando nos mostraram o lugar que tinham preparado para nós, 150526 Nairobi EoC School 46 rid eis outra grande surpresa: era bem do lado da capela dos cristãos! Uma grande sala, um lugar digno de uma Mesquita”. E acrescenta um jovem do Congo: “Sou protestante, muito feliz em estar com os meus irmãos católicos, me encontrei em família”. Enquanto um rapaz do Burundi afirma: “nunca tive a oportunidade de visitar uma empresa de EdC, mas eu a imaginei nestes dias, deve ser como esta escola. Onde reina a paz, a simplicidade, a harmonia”.

Se os jovens foram convidados pelos seus professores a sonhar, a mirar alto, muitos fizeram ainda algo a mais: “através desta escola eu redefini os meus sonhos para a minha África, 150526 Nairobi EoC School 43 ridpara o meu Congo e para o mundo inteiro. Quero viver para ver esta profecia se realizar: um mundo novo”. Outros ainda descobrem que sonhar não significa delegar as próprias responsabilidades a outros: “certa vez se dizia que somos o futuro, agora torna-se sempre mais claro que somos o presente. Se não começarmos agora, como vamos fazer no futuro? Não podemos prescindir da oportunidade que nos é dada hoje” diz Abram do México. Agradecendo aos professores, Edit do Congo diz: “nestes dias vocês nos deram a chave. Mostraram-nos o quanto nós jovens somos criativos: não podemos esperar nada de ninguém, menos ainda dos nossos governos. Temos que ser nós aqueles que criam uma sociedade melhor para os outros”.

Uma parte da manhã foi dedicada à apresentação dos trabalhos realizados nos workshops das tardes sobre vários assuntos. Com uma criatividade realmente particular, os estudantes imaginaram e realizaram projetos que – ouvindo um dos professores – se revelaram “além das nossas expectativas”. Partindo 150526 Nairobi EoC School 45 flip sx ridda experiência de cada um, todos os grupos “criaram uma empresa” para ir ao encontro das necessidades concretas da própria sociedade.

Podemos afirmar que os jovens se mostraram à altura dos desafios com os quais se deparam todos os dias: da pobreza aos conflitos, das injustiças às discriminações. O grupo que tinha o foco sobre a pesquisa decidiu continuar o trabalho deles produzindo uma pesquisa que coloque em luz alguns valores das culturas africanas em conformidade com a EdC: o mentor será Benedetto Gui. Enquanto os jovens fechavam as portas desta escola, eis que começa já a chegar o primeiro grupo dos 300 empresários que a partir desta tarde viverão o congresso deles. Para acolhê-los, não poderia faltar um pouco de música; uma canção escrita para a ocasião: “a Economia de Comunhão para humanizar o mercado, para humanizar a sociedade”, um sonho ou uma realidade?"

Siga-nos:

Alessandra Smerilli

11-03-2019

Na mesa com... por Paolo Bricco - publicado em Sole24ore, 10/03/2019 Tradução de Moisés...

11-03-2019

Na mesa com... por Paolo Bricco - publicado em Sole24ore, 10/03/2019 Tradução de Moisés...

A economia do dar

A economia do dar

Chiara Lubich

«Ao contrário da economia consumista, baseada numa cultura do ter, a economia de comunhão é economia da partilha...

Leia mais...

As tirinhas de Formy!

As tirinhas de Formy!

Conheces a mascote do site Edc?

O dado das empresas

O dado das empresas

A nova revolução para a pequena empresa.
Dobre! Jogue! Leia! Viva! Compartilhe! Experimente!

O dado das empresas agora também em português!

quem está online?

Temos 991 visitantes e Nenhum membro online

© 2008 - 2019 Economia di Comunione (EdC) - Movimento dei Focolari
creative commons Questo/a opera è pubblicato sotto una Licenza Creative Commons . Progetto grafico: Marco Riccardi - info@marcoriccardi.it

Please publish modules in offcanvas position.

Este site utiliza cookies, também de terceiros, para oferecer maiores vantagens de navegação. Fechando este banner você concorda com as nossas condições para o uso dos cookies.