#EocwiththePope

Image

4 de fevereiro de 2017: Audiência do mundo EdC com o Papa Francisco

#EocwiththePope, ou o dia extraordinário da Audiência com o Papa Francisco, no passado dia 4 de fevereiro de 2017 no Vaticano, com a presença de mais de 1.100 participantes EdC, provenientes de 54 países: aqui serão apresentados além do texto do discurso que o Papa dirigiu a todos, a revista de imprensa, as entrevistas, os vídeos...

EdC: história de um empresário

Em 1969 Clem Fritschi funda, na região do Piemonte (Itália), a RIDIX, empresa líder no setor da mecânica. O segredo do seu sucesso: a comunhão que torna-se fator de crescimento e de felicidade.

Publicado em Focolare.org no dia 09/03/2017

Ridix Clem Fritschi ridCidade do Vaticano, 4 de fevereiro de 2017. Para suavizar a emoção dos 1200 atores da Economia de Comunhão (EdC), enquanto esperam o encontro com o Papa Francisco na Sala Paulo VI, alguns testemunhos de empresários, entre os quais o de Clem Fritschi, que inicia assim: «A  minha não é a história de um empresário de sucesso, mas uma história de amor. Após ter terminado os estudos, na Suíça, para praticar o inglês fui trabalhar como almoxarife, em Londres. Lá conheci Margherita, nos apaixonamos, e como ela era de Turim decidi procurar trabalho na Itália. Depois de dois anos nos casamos e tivemos dois filhos. De repente a firma aonde eu trabalhava decidiu parar as atividades. Então, com alguns colegas, reunimos o que havíamos recebido com a demissão para mantê-la ativa». E assim nasceu a Ridix, uma sociedade que, desde 1969, importa e representa no mercado italiano, tecnologia e produtos de vanguarda no setor da mecânica de precisão.

Ridix Clem Fritschi 02 rid Na nossa empresa queremos que o nosso relacionamento seja profundamente sincero, nos permitimos errar e até brigar, mas é importante rapidamente recompor a harmonia entre nós. O sucesso é surpreendente: hoje somos nove sócios e 70 colaboradores, muitos altamente qualificados sobre venda, estipulação de contratos, funcionamento dos produtos, manutenção, gerenciamento. Com um faturamento anual superior a 30 milhões de euros. Amar-nos entre nós e procurar amar a todos, inclusive os inimigos: é este o sucesso da RIDIX, que tento descrever ao menos em títulos: 

  • Inclusão de pessoas afetadas por dependência ou em dificuldades de relacionamento, e outras provenientes da imigração dos países pobres.

  • Locais de trabalho estável para os jovens.

  • Superação dos momentos de crise com a redução de 20% do salário de todos, inclusive dos sócios, para que ninguém perca o emprego. O senso de pertença que esta práxis provoca sempre se revela um fator de sucesso.
  • Após a perda de um cliente, absorvido por uma multinacional, houve um prejuízo de 20% do faturamento anual. Por um fato imprevisto, em uma semana o faturamento foi recuperado sem cortar funcionários.Em situações que parecem sem solução chega a inspiração certa para simplificar e superar o momento crítico.
  • Possibilidade de apoiar e realizar novas iniciativas empresariais.

  • Uma parte dos lucros é direcionada aos pobres. Graças a esta partilha, na periferia de Tanger (Marrocos), duas professoras muçulmanas abriram uma escola infantil numa garagem, para consentir que cerca de 40 crianças chegassem preparadas ao ensino fundamental.

Ridix Gruppo O segredo desse sucesso? A comunhão. Que significa transparência, sinceridade, verdade também quando é difícil comunicá-la, tempo dedicado a construir relações positivas. A nossa “terra prometida”, para a qual caminhamos, é uma empresa onde todos sejam felizes. Felizes os dependentes, porque a empresa é sadia e o clima é de colaboração. Felizes os clientes, pela justa relação qualidade/preço dos produtos e serviços adquiridos. Felizes os fornecedores, pela longa e frutuosa colaboração.

No final do dia podemos estar cansados (isso acontece muito!), mas satisfeitos e contentes por ter feito bem o nosso trabalho. 

Siga-nos:

16-10-2019

O grito da Terra, o grito dos jovens empenhados nas “Fridays for future” e aquele mais subjugado...

A economia do dar

A economia do dar

Chiara Lubich

«Ao contrário da economia consumista, baseada numa cultura do ter, a economia de comunhão é economia da partilha...

Leia mais...

As tirinhas de Formy!

As tirinhas de Formy!

Conheces a mascote do site Edc?

O dado das empresas

O dado das empresas

A nova revolução para a pequena empresa.
Dobre! Jogue! Leia! Viva! Compartilhe! Experimente!

O dado das empresas agora também em português!

Seguici su:

quem está online?

Temos 948 visitantes e Nenhum membro online

© 2008 - 2019 Economia di Comunione (EdC) - Movimento dei Focolari
creative commons Questo/a opera è pubblicato sotto una Licenza Creative Commons . Progetto grafico: Marco Riccardi - info@marcoriccardi.it

Este site utiliza cookies, também de terceiros, para oferecer maiores vantagens de navegação. Fechando este banner você concorda com as nossas condições para o uso dos cookies.